Cuiabá, Sexta-Feira, dia 27 de Novembro de 2020
Busca: 
Notícias Orkut
Educação Vídeos
Direito Projetos
Educacionais
Aulas  
Redes
sociais:
TV Câmara TV AL-MT
TV Senado TV TCE
TV Justiça  
Notícias
Artigos
Vídeos
Parlamento
Espaço Acadêmico
Leitura
Blog
Anuncie
Eventos, Cursos, Concursos...
CF-1988 - Atualizada

SF
Jornal do Senado - Notícias em formato PDF

AS
Filhos do Sol Contos e Crônicas

Benedito Rufino da Silva
Receba nossas newsletters
E-mail:

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Espaço Acadêmico
Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
Preservação Ambiental
07/05/09
Por: Waldir Rosendo

 

Em tempos de aquecimento global, nada pode ser abandonado no sentido de conservar o meio ambiente estável. Com isso, tudo o que há de inerente à preservação deve ser estimulado, no sentido de conscientizar a população acerca da necessidade de proteger os recursos naturais.

Um crescente número de pessoas, em todo o Brasil, desconhece os procedimentos simples de preservação ambiental. Muitos, ainda, não sabem que os processos de reciclagem, de materiais descartáveis, por exemplo, ajudam na preservação e, consequentemente, disponibiliza, para o mercado de consumo, produtos utilitários que, necessariamente, fazem parte do cotidiano doméstico.

Dentro das residências, de todo o país, acaba-se juntando muitas coisas que produzem um volume astronômico de lixo doméstico. Grande parte deste lixo é depositada nos rios e córregos que cercam grandes cidades. Assim, os rios que servem de recurso para a sustentabilidade da vida, de um modo geral, acabam poluídos e com possibilidades de transmitir doenças e viroses nocivas para o gênero humano.

Embora, os programas de preservação ambiental tenham o objetivo de ensinar os procedimentos práticos e simples para que a sociedade inteira proteja a natureza, diversas pessoas insistem em proceder de forma contrária ao que é necessário e possível fazer. Infelizmente, alguns cidadãos fogem da responsabilidade de atitudes sensatas e conscientes. Muitos destes cidadãos acreditam que os outros praticando os atos de preservação e proteção ambiental, ele também acaba sendo compensado.

A irresponsabilidade, diante dos aspectos meramente positivos para que os recursos naturais não sofram com as depredações e destruições, contribui para que alguns projetos deixem de ser executados em nível nacional, mas a preocupação com as atitudes, que desencadeiam em comportamentos imunes aos procedimentos legais inerentes à preservação, é uma realidade bem conhecida pelas entidades ecológicas e ONG’s, que lutam pela conscientização geral.

Graças ao trabalho e as pesquisas de entidades e órgãos que, incansavelmente, atuam pela preservação do meio ambiente e dos recursos naturais, é que, ainda, possibilita, ao mundo, oportunidades de vida saudável. Neste sentido, vale ressaltar que as atitudes que convertam em ações positivas, jamais devem deixar de existir, porque os recursos renováveis devem ser monitorados para que a natureza não sofra as conseqüências de atitudes irresponsáveis. É importante lembrar que gestos humanos e sensatos não são dispensados quando o assunto é inerente à preservação do meio ambiente. Por isso, boas atitudes contribuirão, sempre, para os benefícios em prol da vida saudável.

Infelizmente, há um crescente número de pessoas que preferem jogar a culpa no poder público, esquecendo que o grande responsável pelos problemas com a depredação do meio ambiente é o próprio povo, que não tem uma cultura centrada na valorização da qualidade de vida. O povo brasileiro, ainda, não está preparado para enfrentar os dissabores dos efeitos fenomênicos ocasionados pelas transformações ocorridas na natureza. Na Europa e na América do Norte esses efeitos já foram registrados e os resultados assustaram o mundo. Desde então, é necessário um pleno exercício de conscientização, do povo e para o povo.

Professor e Acadêmico de Direito do ICEC - 7º Semestre

 

Outros Artigos
11/06/09
O direito a educação e o currículo
15/03/10
A Psicologia e sua importância para o direito
14/06/09
Suspensão e Interrupção do Contrato de Trabalho
28/05/09
Precatórios no Estado de Mato Grosso
26/05/09 - O Shopping e o Banco Imobiliário
19/05/09 - Análise da função social da propriedade
10/05/09 - Diferença salarial por exercício de função superior
08/05/09 - Não aceitamos cheques, só dinheiro ou cartão
© 2004 -  O conteúdo desse site pertence ao EJURNEWS e AMEJUR - Todos os direitos reservados. A reprodução parcial ou total dos artigos é permitida, desde que citada a fonte.
Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, o posicionamento deste site de mídia informativa.